Carregando...

Para agendar uma consulta para o tratamento de interesse, preencha os campos abaixo com seus dados e aguarde o contato e a confirmação da data.

Dezembro Laranja: começa o mês da conscientização do câncer da pele

Dezembro Laranja: começa o mês da conscientização do câncer da pele

Chegou a hora do Brasil se vestir de laranja para combater e prevenir o câncer da pele, o de maior incidência no Brasil e no mundo. Nesta quinta-feira (1/12), começa oficialmente o Dezembro Laranja, e a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) convida você para juntar-se a nós nessa luta de prevenção ao câncer da pele. Participar da campanha é fácil: vista-se de laranja, decore seu ambiente de trabalho com a cor do mês, acesse o site www.controleosol.com.br e compartilhe o conteúdo nas suas redes com as hashtags #dezembrolaranja e #controleosol.

Outra forma de entrar na onda laranja e ajudar na conscientização e combate a doença é alterar a sua foto do perfil no Facebook e Twitter usando o aplicativo da SBD https://www.controleosol.com.br/divulgue–esta-campanha/, curtir os perfis oficiais e compartilhar as peças da campanha nos seus perfis no Facebook e Instagram

O coordenador da Campanha Nacional de Prevenção e Combate ao Câncer da Pele da SBD, Emerson Lima, declara que “o diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento. O Dezembro Laranja reforça a necessidade de atitudes  fotoprotetoras de fácil execução no dia a dia do brasileiro, objetivando conter a alarmante ascensão da doença”.

Em 2015, mais de 195 milhões de pessoas foram impactadas com as ações do #Dezembro Laranja.

Adesão de celebridades e monumentos iluminados

Vários personalidades abrilhantam a Campanha #Dezembro Laranja: o jornalista Ricardo Boechat é o embaixador da campanha deste ano. A atriz Malu Mader, Tony Belloto, Robson Caetano, Nívea Maria, Smigol, Paulo Gustavo, Arlete Salles, entre outros, também apoiam a causa. Assista ao vídeo do jornalista Ricardo Boechat sobre a importância do seu engajamento.

Muitos pontos turísticos e monumentos ganham iluminação especial com a cor da campanha em pontos centrais das cidades e reforçam que o câncer da pele pode ser prevenido. No Rio de Janeiro, o Bondinho Pão de Açúcar é o primeiro monumento a abraçar a causa. No dia 1º de dezembro, além de se “vestir” de laranja, o local receberá artistas, médicos e outros convidados para o lançamento da campanha que contará com a presença da bateria da Escola de Samba Portela, parceira do #Dezembro Laranja.

O Museu de Arte Contemporânea (MAC), em Niterói, além da Pinacoteca Benedicto Calixto (SP), a Ponte Newton Navarro (RN) e o estádio Beira Rio (RS) também se uniram no combate ao câncer da pele durante o #Dezembro Laranja da SBD. Ao longo de dezembro, outros monumentos são iluminados para aumentar a conscientização sobre a prevenção do câncer da pele.

Outros parceiros

De 1º a 14 de dezembro, 15 cinemas do Kinoplex, maior rede de cinemas no Brasil, exibem vídeo educativo de fotoproteção (Maceió, Amazonas, Praia da Costa, Goiânia, Uberaba, Dom Pedro, Avenida, Nova Iguaçu, CineCarioca Méier, Madureira, São Luiz, Tijuca, Boulevard Rio, Itaim e Vila Olimpia). E a Portela, tradicional Escola de Samba do Carnaval Carioca, também é parceira. Durante todos os ensaios de rua, os componentes da Azul e Branca do carnavalesco Paulo Barros, vestirão a camisa de apoio ao #Dezembro Laranja e no dia 3 de dezembro, haverá Feijoada da Família Portelense. Ao som de Monarco com a Velha Guarda da Portela e a cantora Roberta Sá, a bateria da agremiação vai se vestir de laranja e alertar a população sobre os cuidados com a pele.

Super Protetor

De personalidade simpática, lúdica e cativante, o mascote Super Protetor é estrela de desenho animado lançado pela SBD para disseminar o Dezembro Laranja de um jeito descontraído e consciente a adultos e crianças. Ele tem como armas de proteção capa, óculos escuros, protetor solar, além de relógio, para avisá-lo qual o melhor horário para tomar banho de sol.

O desenho aborda situações do cotidiano e reforça a necessidade de fotoproteção no dia a dia da população, principalmente a prevenção da doença em crianças e adolescentes. Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Gabriel Gontijo, “os efeitos nocivos do sol, quer sejam sobre a saúde da pele quer sejam no envelhecimento, estão diretamente relacionados a intensidade da exposição solar desde a infância, sendo cumulativos e irreversíveis. Portanto, a prevenção começa precocemente, na infância.”

O filme do Super Protetor se passa num dia de trabalho árduo do super-herói  protegendo pessoas no jardim zoológico, no parque aquático, em construções com operários em ação, na praça e feira livre. No final do filme, um convite: “faça parte da liga da superproteção. Cuide da sua pele e divulgue essa causa. Entre no site: www.controleosol.com.br para se informar e consulte, uma vez ao ano, um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia”.

Assista e conheça o Super Protetor!

Mais de 4 milhões de brasileiros já tiveram câncer da pele, revela pesquisa inédita

Em 2016, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), junto com o DataFolha, divulga pesquisa inédita que imprime a radiografia do hábito de exposição solar do brasileiro. A pesquisa traz dados alarmantes:

106 milhões de brasileiros se expõem ao sol de forma intencional nas atividades de lazer – 70% da população acima de 16 anos

63% dos brasileiros não usam protetor solar no seu dia a dia = + 95 milhões de brasileiros não se protegem de forma regular

6  milhões de brasileiros adultos (mais de 4% da população) não se protegem de forma alguma quando estão na praia, piscina,  cachoeira, banho de rio ou lago

Dos entrevistados que têm filhos até 15 anos, 20% dessas crianças e adolescentes não se protegem de forma alguma nas atividades de lazer. Se a análise incluir as classes D/E, esse percentual sobe para 35%

De 23 a 27 de agosto o Datafolha avaliou os hábitos de fotoproteção de 2069 lares brasileiros, em 130 municípios. Segundo o coordenador da Pesquisa e do Consenso de Fotoproteção da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Sérgio Schalka, “a pesquisa é importante para que possamos tomar iniciativas mais sólidas de prevenção ao câncer da pele. Ainda temos grande parcela da população que não se previne adequadamente, precisamos reverter este quadro”, afirma.

Dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA) estimam que, em 2016, serão contabilizados cerca de 176 mil novos casos de câncer da pele não melanoma no Brasil. Os principais tipos que ocorrerão no país serão, por ordem de incidência, os de pele não melanoma (para ambos os sexos), o de próstata e o de mama.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que, no ano 2030, existirá 27 milhões de casos novos de câncer, 17 milhões de mortes pela doença e 75 milhões de pessoas vivendo com câncer. O maior efeito desse aumento incidirá em países em desenvolvimento. No Brasil, o câncer já é a segunda causa de morte por doenças, atrás apenas das do aparelho circulatório.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia